OS VENDILHÕES DO TEMPLO-DEPUTADOS FEDERAIS DO TOCANTINS

Deputados federais do Tocantins são alvos de críticas e elogios nas redes após votos

Os votos que salvaram Temer da investigação geraram revolta nas pessoas, que ameaçaram retaliação nas urnas nas próximas eleições

 04/08/2017 11:12:07 – Atualizada em 04/08/2017 11h39min  Da Redação

Parlamentares do TO são alvos de críticas e elogios nas redes Divulgação

Deputados federais tocantinenses que votaram a favor da rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na última segunda-feira, 2, sentiram a reação dos eleitos nas redes sociais. No Twitter e Facebook os parlamentares foram criticados, ameaçados, xingados e também elogiados. Até mesmo o deputado Vincentinho Júnior, que não compareceu à votação, foi alvo de memes e críticas. Os deputados poderiam rejeitar ou aceitar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer (PMDB) por corrupção passiva.

 

A Câmara dos Deputados barrou a investigação por 263 votos a 227 e 2 abstenções. Do Tocantins, votaram contrários à admissibilidade da denúncia os deputados Carlos Henrique Gaguim (PTN), Dulce Miranda (PMDB), Josi Nunes (PMDB), Lázaro Botelho (PP) e Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM). Apenas votaram a favor da denúncia os deputados César Halum (PRB) e Irajá Abreu (PSD). O deputado Vicentinho Júnior (PR) não votou, pois não compareceu à sessão.

 

Na página do T1 Notícias, no Facebook, vários leitores comentaram os votos dos deputados:

 

Arthur: Que bom que todo o povo tocantinense pode assistir esta sessão. Hoje nós conhecemos de fato quem são os nossos deputados.

 

Marli: Eles votaram no corrupto pra segurar a estabilidade do país. rsrsrs

 

Luiza: Espero que nós eleitores não esqueçamos dos nomes desses deputados ano que vem

 

Fabio: A maioria que reclama quem votou Não quer a volta do “lularápio”. O Brasil enfim saiu desse clima politico. As reformas são necessárias sim.

 

Andrea: Parabéns aos deputados do Tocantins, teriam que votar sim mesmo, não que o Temer seja nenhum santo mais está conseguindo a estabilidade do Brasil.

 

Patricia: Agora acabei de ver a palhaçada dos deputados que representam o Tocantins, contra a investigação do presidente corrupto Michel Temer, lembraremos de cada um desses deputados: Dulce Miranda, Dorinha Seabra, Lázaro Botelho, Josi Nunes, Gaguim e o arregão Vicentinho Jr, vocês são uma vergonha para o Estado do Tocantins, não representam a vontade do povo, votaram a reforma trabalhista que massacra o trabalhador desse estado, não serão esquecidos!!!

 

Os eleitores foram às páginas pessoais dos deputados e registraram várias opiniões contrárias e favoráveis aos votos do parlamentares. Confira abaixo:

 

Professora Dorinha

Dorinha Seabra Rezende: A decisão de acompanhar a orientação do Democratas em votar a favor do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) foi por ter claro entendimento de que o processo não finda com essa votação. Também foi no sentido de evitar que o Brasil sofresse ainda mais com o agravamento da crise política e econômica em caso de afastamento do presidente Michel Temer.

 

Ilva: Eu confio em você professora Dorinha… Sabe o que está fazendo. Estou contigo e não abro!!! Continue fazendo seu trabalho!

 

Junior: Siga em frente Deputada Dorinha continuo confiando em seus trabalhos em prol do nosso Tocantins.

 

Fátima: Realmente tirar mais um presidente a essa crise q o país vive só iria piorar ainda mais a situação.

 

Wérllia: Não peço desculpas. Meu voto, a senhora não terá mais.

 

Oliveira: Uma Vergonha nossos representantes políticos. Isso porque ano que vem precisam.

 

Dulce Miranda

Augusto: Traidora! Fora Temer! Fora Dulce Miranda!

 

Raquel: Poxa, me decepcionou ao apoiar corruptos! Foi isso que nosso Senhor te ensinou? Ficar do lado do forte enquanto o povo padece, que Deus faça justiça Senhora deputada.

 

Dora: Pode ter certeza que a sua postura de traição dos anseios do povo tocantinense será lembrada no ano que vem. Já foi criado num evento 02/08/18 nas redes sociais. A partir desse dia será postado diariamente a foto dos traidores e comparsas do Michel Temer aqui do Tocantins.

 

Josi Nunes

Patrícia: Queremos saber o porque você votou SIM!! Não adianta mudar o tema porque isso vai ser relembrando até no dia da votação de 2018. Seus eleitores estão mais que decepcionados, estamos #ENVERGONHADOS.

 

Djalma: Deputado César Halum votou NÃO, a favor do povo do nosso querido Tocantins.

 

Jason: Verdade, os dois César Halum e Irájá Abreu, também, esses sim, que Deus abençoe eles por estar ao nosso lado, ao lado do povo.

 

Dinormanda: Josi…fora algumas poucas palavras que trocamos durante algumas aulas q vc assistia no curso de Direito, nunca tivemos nenhuma outra proximidade. Mas já votei em vc p Dep Estadual, mesmo sabendo q vc representava região diferente da minha, só pelo fato de achar q vc era coerente, inteligente e justa. N sou fã de nenhum partido, n defendo político nenhum, mas olha…a gente chegar ao ponto de impedir q uma denúncia seja apurada (seja quem for) é o fim da trilha. Então quer dizer q vc se presta ao papel de obstruir uma investigação??! Olha…n vou nem perder meu tempo indo na página dos outros Dep Federais do TO q votaram sim, pois nunca tive admiração nenhuma por eles… só passei na sua p registrar q nunca mais nessa vida eu falo por vc. Nunca mais. E sempre q eu ver alguém dizendo q é seu eleitor…vou dispensar um tempo p contar essa história. Q vergonha, mulher. Vc é tão entendida p se prestar a um papel desses.

 

Meiry: Vocês não nos representam e o povo do Tocantins vai se lembrar disso! Quem vota a favor de um corrupto é contra o Brasil. Hoje vemos que nosso voto foi jogado no lixo!

 

Calos Gaguim

Reuvia: Não me representa. Não soube ouvir a população que o elegeu.

 

Ronie: Te aguardamos ano que vem! Queremos ver você pedindo voto! Vamos te lembrar do dia que você votou contra o povo! Não me representa!

 

Luiza: Tive uma grande decepção ontem com você deputado. Ah, eu não sofro de amnésia.

 

Revson: Os argumentos para votar contra a denúncia não se sustentam. Uma decepção!

 

Naide: O ano que vem tem eleição deputado, já imaginou o seu futuro sem foro privilegiado???

 

Jean: Só lembrando ao caro Deputado que nós eleitores do Tocantins não sofremos de amnésia e que nas próximas eleições iremos lembrar de vossa palavra é na hora de votar, iremos ter aquela velha amnésia de esquecer o seu número. O povo do Tocantins irá se lembrar do tamanho da trairagem de cada um dos seus deputados.

 

Irajá Abreu

Maria Socorro: Merece minha admiração, sempre admirei sua mãe.

 

Singleilton: É de pessoas como você Irajá, que nosso país precisa.

 

Luiz: Parabéns pelo seu discurso deputado. Foi o mais coerente de todos.

 

Alceno: Valeu deputado, precisamos de pelo menos 500 deputados iguais a você.

 

César Halum

Flavio: Gostaria de parabenizar o deputado pela coerência de seu voto, por várias vezes já votei no senhor e não me arrependo. Ninguém está acima da lei, muito menos o presidente… Parabéns por ter ficado ao lado do povo, que mais de 90% rejeita esse presidente corrupto e mercenário. Parabéns.

 

Eliane: Parabéns Deputado. Você nos representa!!

 

Jardel: Parabéns pela coerência deputado. O povo tocantinense reconhecerá sua atuação independente e ética a favor do Brasil.

 

Alan: Parabéns pela sua atitude, o Tocantins precisa de mais políticos como você, que não se vende, pois o caráter e a qualidade mais importante de um indivíduo.

 

Lázaro Botelho

Raimundo: Parabéns deputado Lázaro Botelho pela coragem o Brasil não pode parar.

 

Raimundo: Acredito na sua preocupação com o desenvolvimento do nosso país. Por isso fez a opção certa. Parabéns pela coragem. Vamos juntos por um Brasil melhor.

 

Edson: Parabéns pela coerência de não permitir a paralisia do Brasil, porém quero lhe dizer que não voto mais em você. Que recebe votos de vários municípios do Bico do Papagaio, mais direcionou mais de 90% de suas Emendas para Araguaína.

 

Lucas: Nunca mas tu ganha uma politica.

 

Gerson: E eu que votei em você como fico vendo você se voltar contra o povo.

 

Vicentinho Júnior

Ana: Estamos de olho deputado!!! Estão chegando as eleições!!

Anúncios

Mais de 200 vereadores participam da abertura do Interlegis Marcos Jurídicos

 

unnamed (40)

 

“A atualização da Lei Orgânica tem o objetivo de torná-la harmônica, moderna, transparente e objetiva”, assim o vereador Diogo Fernandes, que preside a Comissão Especial para a elaboração de estudos e propostas para a revisão do Regimento Interno e da Lei Orgânica de Palmas, iniciou o discurso na abertura do evento “Oficina Interlegis Marcos Jurídicos”, que começou na manhã desta segunda-feira, 26 e prossegue até sexta-feira, 30, na Assembleia Legislativa, em Palmas (TO).

A frase introdutória do discurso,  foi complementada com a informação de que a “Comissão tem trabalho arduamente, observando e analisando artigo por artigo,  inclusive convidamos os Poderes Executivo e Judiciário para contribuírem nos trabalhos”,  frisou o Vereador. Compõem a Comissão com Diogo Fernandes, os vereadores: Júnior Geo (PROS), Tiago Andrinho (PSB) – relator, Vanda Monteiro (PSL) e Vandim da Cerâmica (PSDC).

 

Ao avaliar o convênio da Câmara de Palmas com o Senado Federal, trazendo o Interlegis, Diogo Fernandes classificou a medida como “oportuna e necessária para ampliar o conhecimento do parlamentar municipal”, completou.

 

Público

 

Mais de 200 vereadores e técnicos de Câmaras municipais do Tocantins estão participando da oficina que segue  até sexta-feira, abordando vários aspectos de Lei orgânica Municipal e do Regimento Interno, como  políticas públicas municipais e competências e funções do vereador, respectivamente.

Considerando que o vereador é o parlamentar mais cobrado pela população, Diogo Fernandes enfatizou que o evento vai propiciar melhor capacitação para que o vereador seja  mais eficaz no seu papel junto à sociedade, “uma  vez que no conteúdo da oficina há pontos específicos da função do vereador”, considerou.

O coordenador  de Formação e Atendimento à Comunidade do Legislativo, Francisco Biondo  afirmou que o objetivo do programa é “fortalecer o Poder Legislativo brasileiro por meio de estímulo à modernização, integração e cooperação  das casas legislativas nas áreas federal, estadual e municipal”, destacou.

 

Programa

Executado pelo Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal, o Interlegis disponibiliza vários produtos  e serviços para as Assembleias legislativas e Câmaras Municipais como cursos à distância, treinamentos presenciais e ferramentas tecnológicas.

As ferramentas desenvolvidas pelo  Interlegis possibilitam a criação de sites personalizados para câmaras municipais. Segundo o coordenador do Programa, a “iniciativa foi tomada visando  diminuir a exclusão digital no legislativo municipal  e contribuir para que essas casas atendam regras previstas nas Leis de acesso à informação e da transparência”,  informou (Mariah Soares com informações do ILB).

Técnicos do Senado discutem com vereadores do Tocantins modernização das leis de competência do Legislativo 

unnamed (39)

 

A Oficina Interlegis, Marcos Jurídicos, realizada na manhã desta terça-feira, 27, na Assembleia Legislativa, demonstrou a importância em se modernizar as leis de competência do legislativo. Vereadores e servidores, de Palmas e do interior do estado, aproveitaram o espaço para tirar dúvidas sobre a Lei Orgânica Municipal e o Regimento Interno, temas da oficina.

 

O técnico do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), Luís Fernando Pires Machado estudou a Lei Orgânica da Capital e fez várias observações sobre a legislação municipal. “O estudo de caso que trouxemos é a cidade de Palmas, onde analisamos artigo por artigo, dispositivo por dispositivo, daquilo que contradiz a Constituição Federal e Estadual. Muitos dispositivos estão defasados desde 1988”, frisou.

 

O presidente da Câmara de Palmas, José do Lago Folha Filho, agradeceu a presença dos participantes e comemorou o sucesso do treinamento oferecido pelo Senado Federal. “Estamos aqui hoje para aprender sobre os pontos passíveis e possíveis de alteração dos nossos marcos jurídicos. Estamos felizes porque os resultados da nossa oficina serão levados para outras Câmaras também, que vieram aqui hoje para ampliar o seu conhecimento”, enfatizou.

 

A programação da oficina segue até as 16h. Nesta terça-feira os técnicos do ILB abordam assuntos como a organização do Município e dos Poderes, Administração Pública e Políticas Públicas Municipais. Quanto ao Regimento Interno, tema do seminário desta quarta-feira ,28, alguns tópicos são: organização da Câmara, competências e funções do vereador, sessões plenárias e processo legislativo.

 

Parceria com o Senado

A oficina sobre os marcos jurídicos e a implantação do Programa Interlegis fazem parte do pacote celebrado entre a Câmara de Palmas e o Senado Federal, que visa modernizar e trazer mais transparência para os trabalhos realizados pelos vereadores. A implantação do programa na Casa permitirá uma economia de 3,5 milhões aos cofres públicos.

Foto: Cleober Taquara

Sugestão de legenda: Vereadores e servidores de Palmas e do interior do estado, aproveitaram oficina para tirar dúvidas

Iniciativa popular de projetos de lei não prejudica Legislativo, defende Marlon Reis em evento da Câmara de Palmas

unnamed (37)

 

 

O advogado e ex-juiz federal autor da Lei da Ficha Limpa, Márlon Reis, participou do segundo dia da oficina “Interlegis, Marcos Jurídicos”, realizada na tarde desta terça-feira, 27, pela Câmara de Palmas em parceria com o Senado Federal. Na ocasião, ele ressaltou a importância do aplicativo “Mudamos”, que permite a assinatura de projetos de lei de iniciativa popular eletronicamente e de forma segura.

 

“Quando estávamos colhendo assinaturas para a Lei da Ficha Limpa [que impede políticos condenados de disputar eleições, a chamada] sentimos a necessidade de facilitar a participação popular. Buscamos a parceria do Instituto de Tecnologia e Sociedade e hoje o “Mudamos” é uma alternativa que permite a assinatura para projetos de iniciativa popular. Quero compartilhar essa idéia com vocês parlamentares como sugestão, já que estão revisando suas leis orgânicas”, frisou Márlon Reis.

 

Márlon ainda ressaltou que a iniciativa popular de projetos de lei não prejudica o papel do Legislativo, mas colabora com este. “Está prevista na Constituição Federal, porém só cinco leis foram criadas dessa forma. É difícil exercer esse direito constitucional. A iniciativa popular de projeto de lei não retira poder do legislativo, mas acrescenta, mobiliza a sociedade, porém quem decide e o poder legislativo”, disse.

 

O presidente da Câmara de Palmas, José do Lago Folha Filho ressaltou que a Casa de Leis busca a modernização, transparência e estreitar o diálogo com a população. “A Câmara de Palmas está passando por uma transformação que irá resultar em mais participação da população na proposição de leis e no acompanhamento de todas as ações do legislativo”, afirmou.

O vereador de Palmas, Tiago Andrino, relator da comissão de atualização da Lei Orgânica de Palmas, destacou que a revisão dessa legislação já conta com a proposição de dispositivos para facilitar a proposição de projetos de iniciativa popular. “Propusemos diminuir de 5% de assinaturas de eleitores palmenses para 1%  em casos de leis ordinárias e para 3% em propostas de emenda à Lei Orgânica. Também inserimos no artigo 45 a admissão de projetos de lei de iniciativa popular por meios eletrônicos com a devida comprovação da veracidade das assinaturas”, destacou.

 

Treinamento

 

As diretrizes contidas na Lei Orgânica Municipal e a necessidade da construção de políticas públicas que atendam a coletividade foram destacadas pelo técnico do Instituto Legislativo Brasileiro, Luis Fernando Pires Machado.

 

Entre os pontos ressaltados está o orçamento das cidades, com a explicação de temas como remanejamento e emenda impositiva, que já está regulamentada na Constituição Federal e que ainda não está replicada nas legislações estaduais e municipais.

 

A oficina segue até a sexta-feira, 30, das 8h às 18h, no auditório da Assembleia Legislativa.

Fotos: Cleober Taquara e Mariana Ferreira

Técnicos do Senado debatem com vereadores do Tocantins regimento das Câmaras

unnamed (38)

 

Os técnicos do Senado explicaram o funcionamento das Câmaras Municipais e os vereadores aproveitaram a oportunidade para tirar dúvidas.

 

“O Regimento Interno é o que rege todo o funcionamento de uma Câmara. Ele que é soberano nas Casas de Leis e não o Plenário.” É com essa reflexão que o coordenador de Planejamento do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), Francisco Etelvino Biondo, abriu a palestra da manhã desta quarta-feira, 28, na Assembleia Legislativa. A Oficina Interlegis, Marcos Jurídicos é realizada por meio de uma parceria entre a Câmara de Palmas e o Senado Federal.

 

O coordenador do ILB abriu o seminário explicando um pouco sobre o Regimento Interno. “Os vereadores só podem fazer o que está previsto dentro do regimento. Portanto, podemos dizer que ele é a segunda lei mais importante dentro do município”, destacou.

 

O palestrante desta quarta-feira, Tairone Messias Rosa, técnico do ILB, abordou os aspectos do processo legislativo que regulamentam as Casas de Leis. O técnico falou sobre o funcionamento, as sessões plenárias, a organização das Câmaras, e tirou dúvidas dos participantes. “Precisamos entender o nosso papel nesse processo. O Poder Legislativo é independente e deve atuar como tal”, pontuou.
“O Tairone aborda muito bem a questão do Regimento Interno. Estou aprendendo muito, as palestras são bem interessantes. São essas leis que norteiam o nosso trabalho e fico contente por conseguir sanar algumas dúvidas”, destacou Takassio Dias da Silva (PP), vereador de Figueirópolis, cidade da região sul do Tocantins.

Para o presidente da Câmara de Tocantinópolis, Zullias Amoury (PSD), apesar da experiência dos vereadores, a oportunidade de obter mais conhecimento deve ser aproveitada. “Ontem fiz uma intervenção na palestra, para falar sobre as mudanças nos artigos, tanto federais como municipais. Então, eu acho muito interessante aprender sobre essas novas leis”, frisou.

 

A Oficina Interlegis, Marcos Jurídicos segue até sexta-feira, 30, das 8h às 18h, no auditório da Assembleia Legislativa.

Fotos: Cleober Taquara

Sugestão de legenda: Tairone Messias Rosa, técnico do ILB, abordou os aspectos do processo legislativo que regulamentam as Câmaras